Hoje estou voltando da primeira etapa da minha viagem. Incrível como me sinto realizado e muito feliz, transformado em uma pessoa mais consciente em relação à natureza e ao mundo, mais paciente e tolerante em relação às pessoas, mais focado em o que quero da minha vida e com uma bagagem de experiências infinitas, que em dez anos vivendo na rotina do meu dia-a-dia não conseguiria vivenciar.



"Hoje sei que não importa onde esteja ou o que faço, só sei que Eu posso qualquer coisa que deseje".

 

"O ser humano vivencia a si mesmo, seus pensamentos como algo separado do resto do universo
- numa espécie de ilusão de ótica de sua consciência.E essa ilusão é uma espécie de prisão
- que nos restringe a nossos desejos pessoais, conceitos e ao afeto por pessoas mais próximas.
- Nossa principal tarefa é a de nos livrarmos dessa prisão, ampliando o nosso círculo de compaixão,
para que ele abranja todos os seres vivos e toda a natureza em sua beleza. Ninguém conseguirá alcançar completamente esse objetivo,mas lutar pela sua realização já é por si só parte de
nossa liberação e o alicerce de nossa segurança interior".
Albert Einstein

Sou muito grato a Deus por ter me propiciado esses momentos inesquecíveis e pelas amizades feitas e também me sinto privilegiado por ter passado em lugares maravilhosos em que poucas pessoas percorreram e agradeço a todos as pessoas que me acompanharam on-line, em forma de pensamentos positivos ou sendo incentivadores nessa expedição. Na Seicho-No-Ie eles ensinam a agradecer a Deus por tudo, tudo mesmo! A comida, roupa, casa, o lugar onde moramos, a cama que dormimos, as pessoas, a tudo mesmo!, e nem sempre fazemos isso, em uma parte da minha viagem, fiquei cinco dias acampado subindo e descendo montanhas e dormindo em saco de dormir numa temperatura por volta de 0ºc de dia e -10ºc a noite, ai que descobrimos o quanto é importante nossa casa, Pai, Mãe, Irmãos, Amigos, feijão com arroz, pizza, cama, cobertor e etc. e aprendemos o quanto temos que dar valor a tudo aquilo que temos, mesmo que pareça pouco para algumas pessoas, não é, pois estamos vivos e temos que agradecer a Jah pelo ar que respiramos, pelo sol que nos aquece, pela água que nos faz viver e pela terra e toda sua natureza. Então MUITO OBRIGADO!, MUITO OBRIGADO!

"... Hoje entendo bem meu pai. Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou tv.
Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor.
Conhecer o frio para desfrutar do calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto.
Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos,
e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver".
Amyr Klink.

Em cada lugar que chegava agradecia muito a Jesus, pois sempre fui muito bem tratado por todos ainda mais quando descobriam que estavam falando com Brasileiro, é incrível como gostam dos Brasileiros, o meu boné era a chave da porta da frente de qualquer lugar.

Um dia falando com um amigo no MSN, ele me perguntou " Está tendo muitas surpresas na viagem?" Resposta."Muitas, mas uma mais linda do que a outra", Krishna a cada dia me presenteava com uma surpresa diferente, era um lugar fantástico, um animal diferente, um pôr-do-sol fascinante ou um amigo novo.

Não tem preço a sensação de conhecer novos lugares, ver o sol nascendo em meio ao mar, o pôr-do-sol em meio às montanhas, ver a lua em pleno dia ou a lua cheia iluminando uma cidade que nem luz tem, ver a força e as mudanças da natureza, ver os animais em seu próprio habitat, e conversar com pessoas dos lugares e ver que o mundo não é só onde moramos, as pessoas vivem nesse lugares ! Acho que Viajar é isso, é Viver Intensamente!

Rools Reggae
Boa Vibração
Deixe que te leve
Seja livre para viajar
Seja livre para ser feliz
Se está cansado de viver do lado de lá
Faça aquilo que sempre quis
(Chimarruts)

Foram 90 dias de viagem conhecendo mais de 60 cidades, 5 paises, e mais de 13.000 km de estrada, paisagens espetaculares e pessoas incríveis, onde pude vivenciar o seu dia-a-dia e ver e absorver tudo o que a de bom que nossos irmãos e vizinhos podem nos ensinar.

Agradeço a todos que acompanharam minha viagem e a todos os incentivadores e colaboradores que me ajudaram a realizar essa experiência. E até a 2ª Fase que começa em 2008.

Rìcardo Cávál
Fotografo
www.hariboll.com

WWF-Brasil. Cuidando do ambiente onde o bicho vive. O bicho-homem.
 
Copyright© 2007 - Todos os direitos Reservados à Ricardo Cavalcante