As boas regras do trekking

Caminhar por longas e pouco exploradas trilhas é uma paixão que vem crescendo entre atletas e até mesmo sedentários, pois andar não requer nenhum superpreparo físico, basta ter disposição e uma boa dose de bom senso para não abusar nos primeiros passeios.

Fazer trekking, no entanto, requer um melhor condicionamento físico, pois como sinaliza o próprio nome do esporte, praticar trekking significa enfrentar uma longa e árdua jornada.

A introdução à prática do esporte pode ser realizada em diversas etapas, mas a pessoa interessada em trekking deve ter em mente alguns mandamentos primordiais antes de se aventurar em meio à natureza.

As regras de boas maneiras dos trekkers são as seguintes:
1. É óbvio, mas é importante frisar que a pessoa deve gostar de andar na natureza; e é claro, deve gostar da natureza, caso contrário não deve nem pensar em entrar na onda do trekking;
2. as trilhas e o local usado para acampar devem ser deixados exatamente como foram encontrados, ou seja, nada de interferência ¿humana¿ no ambiente;
3. Sendo assim, não se deve retirar nada da natureza e lavar para casa como ¿lembrancinha¿ do passeio;
4. Não poluir as águas dos rios e cachoeiras, evitando o uso de detergente, xampu e sabonete;
5. Enterrar os dejetos orgânicos longe das margens dos rios e nascentes;
6. Recolher e levar de volta para casa todo o material que não seja degradável, por exemplo, garrafas plásticas e latinhas de qualquer espécie;
7. Queimar papel e embalagens em local seguro;
8. Utilizar uma quantidade reduzida, mínima, de lenha (ou gravetos) ao fazer a fogueira, além disso, é necessário que o local seja seguro, de preferência numa pequena clareira;
9. Respeitar os costumes e as tradições das comunidades locais que forem encontradas no decorrer do passeio;
10. Ter em consideração que a prática do trekking não é uma modalidade competitiva, senão de companheirismo.

............................................................................................................................

WWF-Brasil. Cuidando do ambiente onde o bicho vive. O bicho-homem.
Copyright© 2007 - Todos os direitos Reservados à Ricardo Cavalcante